domingo, 20 de junho de 2010

Porco, paprica e sementes de papoila com massa

Ontem fizémos para o jantar uma das sugestões do livro de receitas de massas que ofereci ao jeitoso no Natal passado.
Houve algumas adaptações por não encontramos alguns ingredientes ou julgarmos que havia em casa e afinal não havia, por isso acabámos por não seguir a receita bem à letra mas o resultado final foi saboroso :)


Ingredientes: (p/ 4 pessoas)
500 gr de pappardelle (usámos tagliatelle fresca)
20 gr de manteiga ou margarina
1 ½ colheres (sopa) de óleo vegetal (substituimos a manteiga e o óleo por azeite)
1 cebola, às rodelas finas
1 dente de alho, esmagado
2 colheres (chá) de paprica doce (não tínhamos)
1 pitada de pimenta-de-caiena (usámos pimenta preta moída na altura)
500 gr de carne magra de porco (bifes da perna ou lombo) em fatias finas
1 colher (sopa) de salsa fresca finamente picada
1 colher (sopa) de Porto ou outro vinho seco forte (usámos vinho Madeira)
1 colher (sopa) de pasta de tomate (usámos polpa de tomate)
300 gr de natas ácidas (usámos crème fraîche light)
150 gr de cogumelos, às fatias
2 colheres (chá) de sementes de papoila (infelizmente não deitámos porque ainda não encontrei sementes de papoila aqui na ilha)
2 colheres (sopa) de salsa fresca picada

Preparação:
Cozinhe o pappardelle num tacho grande com água salgada a ferver em cachão até ficar al dente. Escorra e coloque novamente no tacho.
Aqueça a manteiga e meia colher de sopa de óleo numa frigideira e com cuidado frite as rodelas de cebola durante 6-8 minutos, ou até que amoleçam. Junte o alho, a paprica, a pimenta-de-caiena, o porco e a salsa, e tempere a gosto, com pimenta moída na altura. Salteie rapidamente em lume forte até que o porco fique cozinhado. Junte o Porto e deixe ferver cerca de 10 segundos. Junte a pasta de tomate e as natas ácidas e mexa até ficar bem misturado. Deite os cogumelos e acerte o tempero. Reduza o lume para o mínimo.
Deite o resto do óleo e as sementes de papoila sobre a massa quente. Sirva o porco espalhado por cima da massa. Guarneça com salsa fresca, mesmo antes de sirvir.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Lasanha de espinafres e requeijão à Ana Catarina

Regressei este fim-de-semana das férias e trouxe comigo uma receita que aprendi a fazer durante os dias que fiquei com uma amiga, em Braga. Como já vem sendo habitual, dou preferência aos ingredientes menos calóricos. E ficou quase, quase tão bom como o dela :P


Ingredientes: (p/ 3 pessoas)
9 folhas de lasanhas pré-cozidas
2 embalagens de espinafres picados congelados
2 requeijões light
molho béchamel light q.b.
molho de tomate e basílico q.b.
leite magro b.b.
azeite q.b.
1 dente de alho
queijo ralado light
sal e pimenta preta moída na altura

Preparação:
Deitar os espinafres num tacho com água a ferver e deixar por uns 5 minutos.
Escorrer os espinafres e reservar. Num tacho, deite um pouco de azeite e leve ao lume. Pique finamente o dente de alho e espalhe por cima do azeite quente para que solte um pouco o aroma, mas sem deixar queimar. Junte os espinafres e misture bem. Adicione um pouco de leite e volte a mexer. Tempere de sal e pimenta. Por fim, adicione o requeijão e mexa bem até que este se desfaça por completo nos espinafres. Rectifique os temperos e retire do lume. Entretanto, ligue o forno a 250ºC.
Unte um pirex rectangular (onde encaixe bem 3 folhas de lasagna) que possa ir ao forno e à mesa com um pouco de molho béchame. Disponha 3 folhas de lasanha sobre o béchamel e cubra-as generosamente com os espinafres. Salpique com um pouco do molho de tomate e disponha mais 3 folhas de lasanha. Barre um pouco as folhas com um pouco de béchamel e volte a cobrir com os espinafres. Disponha as últimas 3 folhas de lasanha, barre com um pouco de béchamel e deite mais um pouco de molho de tomate. Por fim, polvilhe com um pouco de queijo ralado e leve ao forno. Passados uns 5 minutos, baixe a temperatura do forno para os 200ºC e deixe cozer durante 20-25 minutos. Deixe gratinar durante uns 2 minutos e está pronto a servir.
Acompanhe com um bom vinho ;)