sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Tarte de maçã sem creme

De vez em quando vou almoçar ao Qualifrutas que tem na zona do Lido pois fica perto do meu local de trabalho e é sempre uma opção mais saudável. Costumam lá ter uma tarte de maçã deliciosa que, depois de ter espreitado bem entre as garfadas que levava à boca, conclui que para além da massa-base apenas leva maçã. Fiquei contente com esta descoberta "light" sem creme e sem ovos, embora exista um segredo para o aspecto final daquela tarte que eu ainda não descobri (as fatias extremamente finas de maçã são dispostas às camadas de uma tal maneira que ficam bem compactas, e mesmo depois de cozidas ainda permanecem intactas) mas entretanto fiz esta aqui:


Ingredientes:
Para a massa base:
225 gr de farinha de trigo
120 gr de margarina
1 dl de água
2 colheres (sopa) de açúcar mascavado claro

Para o recheio:
maçãs
sumo de 1/2 limão
canela em pó qb
açúcar mascavado claro qb


Preparação:
Peneire a farinha sobre a pedra da mesa e faça um buraco ao centro. Dentro, deite a margarina cortada em bocadinhos. Trabalhe a massa em areia grossa com as pontas dos dedos. Abra mais um buraco e adicione o açúcar. Volte a trabalhar a massa e adicione a água de uma só vez. Amasse bem para unir e deixe descansar, tapada com um pano, durante 30 minutos no frigorífico.
Entretanto, descascar as maçãs, cortar aos quartos e cortá-los em fatias fininhas. Regue com o sumo de limão para evitar que escureçam.
Estenda a massa com o rolo de cozinha e coloque-a sobre a tarteira, cortando a massa que está a mais. Disponha as fatias de maçã até encher a tarteira, polvilhando no final com açúcar mascavado e canela em pó e leve ao forno.

Apesar de não fazer tartes já há muitos anos mesmo,  posso dizer que esta é económica e super-simples de fazer. Na confecção da massa-base, substituí a manteiga/margarina e o azeite da receita original por margarina de origem vegetal sem sal (Becel) e o açúcar branco foi substituído por açúcar mascavado claro (Whitworths). Também acabei por não ter necessidade de usar a água toda. Ao ler receitas de massa quebrada, aprendi um truque muito útil, especialmente quando utilizamos margarina com baixo teor de gordura: adicionar a água bem gelada - isto vai ajudar a massa a ganhar mais consistência.

Para esta receita usei 5 maçãs Golden mas devia ter usado umas 7-8 maçãs pois o recheio abate um pouco depois de frio; e utilizei uma forma de tarte com o fundo amovível o que facilita muito quando vamos colocar a tarte num prato.

Levei ao forno numa temperatura não muito alta (+/- 200º) pelo que a maçã ficou molinha como se fosse cozida. Vamos provar amanhã e ver se ficou aprovado :)


Adenda: bem, posso confirmar que a tarte ficou muito boa! Foi servida num lanche de fim de tarde com o meu jeitoso e as nossas mães. A maçã ficou cozida num creme compacto e não demasiado doce. Só tenho mesmo é que usar mais maçãs da próxima vez para que o recheio fique mais altinho.

Nenhum comentário: